Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Crônicas de Eduardo – Paraleleprológo

Imagem
Algo para 2011. Fazia tempo que eu não vinha aqui, eu tenho escrito várias coisas ultimamente, só não tenho tido tempo o suficiente pra transcrever para o computador, um dia desses comecei com essa história, que, bem, espero que você se divirta lendo, até breve o/Eduardo é um cara estranho, desde sua tenra idade já recebia tal alcunha, até hoje ele não entende o que tem de mais, dele gostar de experimentar todas as comidas possíveis com ketchup, acordar de madrugada para escrever alguma coisa que sonhara, achando que daria uma boa história (e no futuro ele percebe que não passava de perda de tempo), e também, como todo mortal tem preguiça de acordar as 5:00 da manhã do dia seguinte a uma prova para ir a aula. Pobre Eduardo, já não sabe mais diferenciar o certo do errado. Se pensa demais, nenhuma ideia plausível lhe convém, se escreve de menos, não consegue ser abster de suas preocupações mundanas, pois ele já não pratica mais esportes, seu tempo é incerto, sua qualidade de vida já não…