Postagens

Narrativa escolar

Imagem
“Não me peça que eu lhe faça uma canção como se deve, correta, branca, suave, muito limpa, muito leve. Sons, palavras, são navalhas e eu não posso cantar como convém sem querer ferir ninguém.”
     Narrativas escolares são coisas complicadas de se fazer, tendo em vista que a minha memória, as vezes, pode ser traiçoeira. Esqueço de conceitos considerados importantes para a academia, mas, se você me perguntar qual o nome dos primeiros 151 pokemons, vou saber dizer quase que na ordem certa.      A ideia é relatar uma experiência marcante na vida acadêmica, de modo que seja evidenciada a avaliação do professor em questão.  Então vamos lá, o ano era 2015, ainda não tinha entendido direito como tinha que me portar no meio da educação superior. Todos pareciam tão formais com suas regras, títulos, nomenclaturas, abnt e afins, e em meio a isto, tinha que aprender a me enquadrar e atender as expectativas. Pontuo que, uma das coisas que nunca vou conseguir entender é a cabeça de certos professores…

O vento

Imagem
O vento é volátil e efêmero. Não se pode possuí-lo, não é possível enclausurá-lo, não se pode vê-lo, só é possível senti-lo. E no sentir é que vive o prazer, de ser sentido.
Hoje ele sopra ao leste, Amanhã oeste. De norte a sul ele perece, A procura de algo ou alguém que o interesse.
O vento não tem rumo, ele é livre. Vai e vem quando lhe convém. Anda em busca daquilo que não contém.
Faz amigos, acalanta crianças, sopra as penas, exala confiança, carrega a vida, semeia esperança.
Mas também é terror e exala o seu furor. Em dias de fúria, espalha lamúrias, angústias, dissipa a dor e acende o rancor.
Perguntar-te-ei, então, do fundo do meu coração. Como podes tu, apaixonastes por um elemento tão vão?
Com um sorriso no rosto, algo assim, meio entreposto, ouço a resposta surgir:
“-Sou capaz de amá-lo, pois sou fadada a discernir, aquilo que os olhos não podem ver, daquilo que só o coração pode sentir.”
.

Existencialismo de buteco

Imagem
Quando começamos a ter consciência das coisas, pensamos sempre que a próxima etapa da vida vai ser mais interessante que a anterior, que vai ser aquela onde finalmente teremos nossa realização.


Ensino médio
"- Quando eu estiver no ensino médio vai ser tudo diferente, já vou ser mais adulto."

Relacionamentos
"- Para me autoafirmar, agora preciso arrumar companhia afetiva, todos os meus amigos tem e já cansei das infames perguntinhas nas reuniões familiares."

Faculdade
"- Agora sim vou ser realmente independente, horários flexíveis, sem ninguém pegando no pé, não preciso das satisfações a ninguém e tenho enfim a liberdade que sempre quis."

Emprego
"- Vou sair de casa e conseguir minha autonomia, agora que já ganho meu próprio dinheiro, posso realmente ser dono de mim mesmo."

Generalista.
Para no final perceber que dá tudo na mesma. (viva as etapas da sua sobrevida nesse meio tempo/pensar demais, as vezes, é uma maldição)


A+R+D+O+R

Imagem
ArdoR Ar + Dor RodaR Dar doR Ar

Uva verdE?

Imagem
Olha pra frente, o tempo de fantasias acabou. É bom sonhar de vez em quando, mas, ultimamente tenho dado mais importância a realidade dura e maçante que nos cerca. Não me venha reclamar sobre coisas fúteis, o cara que eu conheci no passado não é o mesmo que permeia este ser. Eu o conheci, ele era legal, mas precisou partir e eu entendo isso. O mundo não se importa com quem você é, ele apenas se importa com o quanto que ele pode extrair de você.    É ótimo (as vezes) colocar as responsabilidades de seus atos no universo, ter uma 'entidade' para culpar talvez nos deixe mais tranquilos. A ideia de que algo nos rege tem me deixado bastante inquieta ultimamente. Mas, não é o acaso ou o destino que destrói teus sonhos, este, não é ninguém mais senão você mesmo. O motivo mais comum seria o medo; medo de machucar e ser machucado, mas a vida é isso! Uma sequência (quase infinita) de atropelos e fatos que machucam diariamente a todos que você ama e, consequentemente a você mesmo. C…

Puzzle

Imagem
Olhando para cima em direção ao céu, sempre que viro as costas para esse mundo perfeito, eu murmuro, "Onde eu deveria ir com você?" que é alguém que compartilha os mesmos pensamentos que eu. 
   Nas sombras de um beco, as mãos em um relógio, recomece o tempo que ficou parado. Os braços estendidos para você e o quebra-cabeça inacabado foram deixados para trás até que nos encontramos e percebemos que algo estava faltando. 
   Então, essa última peça precisa ser encontrada para seguirmos em frente.

Segundos

Imagem
25...
- Ainda não percebi o que está acontecendo, só sei que tudo parece andar mais lento. O que raios será isso?

24...
- Devia ter ficado em casa hoje, tem dias que eu acordo e prefiro nem sair da cama, mas as obrigações me chamam, as “obrigações”.

23...
- Acho que já entendi o que está acontecendo. Meu tempo aqui está acabando, interessante, nunca pensei que eu fosse acabar assim.

22...
- Quisera eu poder contar uma história bonita e cheia de peripécias, bem, parte dela foi, mas a outra (a maior parte) não foi, embora eu sempre me atenha ao colorido daqueles dias.

21...
- Interessante como sua vida vem toda a mente nesses momentos, sempre me diziam isso, embora eu nunca tivesse acreditado. Começo a ficar tonto, a boca seca, respiro com certo esforço. O que eu não daria por um suco de laranja agora...

20...
- Não sou uma pessoa muito notável, passei a vida quieto no meu canto, a única coisa que eu queria era o bem de todos, muitas vezes, sacrificando-me. As pessoas são egoístas, eu era ego…