O que era sem luz ficou até sem sentido


João Pessoa, 28 de abril de 2009
Texto redigido das 04h20min às 05h30min – Digitado das 04h38min A.M. às 05h42min A.M.

Poxa... faltou energia, e agora, o que me resta agora é esperar que ela resolva voltar, logo agora que eu tava assistindo ela resolve dar uma “saidinha” mas tudo bem [por enquanto], eu aprendi a criar paciência, só não sei se eu vou estar lúcido até o fim dessas linhas.
Quando falta água na sua casa o que você faz? Essa é até uma resposta fácil, o mais provável seria o acionamento da caixa d'água ou então esperar um pouco [ou muito] para que a água volte, uma coisa não tão desesperadora, em parte; já quando o que se falta é a energia você fica parecendo um demente, só falta bater a cabeça na parede e babar.
Fui forçadamente desconectado da minha matrix particular, pra você ter idéia de quão alto já está o meu grau de crise de abstinência, agora á pouco eu estava descendo e subindo as escadas da minha casa de tudo que é maneira, desci normalmente, subi com um pé só, desci de costas e com um pé só e subi de joelhos... , depois peguei uns resquícios de balões de sopro e comecei a desenhar neles com uma caneta “bic” da tampa quebrada e quase falhando, desenhei só em dois balões porque a caneta começou a falhar, ai eu fiquei com raiva e quebrei a caneta. Depois eu fui comer bolo de chocolate olhando das “frestas” da janela da minha casa o “movimento” das pessoas, carros, ônibus, animais, lixo, átomos, moléculas, bactérias... na rua, repeti esse processo umas duas ou três vezes até enjoar de comer bolo, e foi ai que eu olhei em cima da mesinha no centro da sala e vi o jogo lendário de “pega-varetas”, só que na sua versão: “Industrializado para pequenos burgueses”, com seus palitinhos feitos de um plástico qualquer. Enfim, fui jogar... sozinho [esqueci de dizer que estou sozinho em casa, só o golpe]. Comecei a jogar, só que eu não tenho coordenação motora suficiente para jogar aquele maldito jogo, foi ai que eu comecei a roubar [calma,foi no jogo!], então eu ganhei a partida e fiquei feliz por 10 segundos, até eu lembra que a energia ainda não voltou.
Foi ai então que depois de jogar pega-varetas sozinho e ainda roubando que eu comecei a fazer uns “desenhos” toscos no chão com as varetas, tava tentando desenhar a bandeira do Brasil, mas não tem palitinhos curvos, então eu desisti e deixei a bagunça lá, voltei a ficar subindo e descendo as escadas e entrei no meu quarto, deitei minha cama e quis dormir, mas não consegui, porque tava muito calor pra que eu conseguisse realizar essa maldita proeza.
A cada 5 minutos eu to olhando para o relógio pra ver se a energia chega, o tempo passa, e parece que arrancaram as mãos e as pernas dele, descobri que eu não estava sozinho em casa, minha irmã tava dormindo no quarto dele, e adivinha porque ela acordou? O calor, fatídico calor.
As luzes já voltaram a se acender, a energia voltou nesse exato momento 05h01min, [segundo meu relógio], aquele silêncio de madrugada na tarde acabou, e com ele trouxe uma mistura de sentimentos de alegria e decepção. Tudo claro de novo, tudo volta ao seu estado considerado normal, luzes acesas, computadores ligados, televisões idem, parece até que as pessoas também foram religadas agora [e mais pessoas chegam agora na minha casa].
É tão divertido analisar alguns aspectos desse “problema” da falta de energia, como por exemplo, as pessoas. Tomando-se como base esse aspecto, parece que quando falta energia as pessoas entram naquele modo “stand-by” do seu organismo eletrônico, elas ficam quietas, repreensivas e até desnorteadas, confusas também, porque não?! O lindo som do silêncio vai se espalhando como uma praga rápida, que sorrateiramente vai invadindo o sistema imunológico de cada ser vivente, confusos e entediados, esses seres buscam realizar atividades que eles nunca realizariam se a energia estivesse ligada, eles vão à busca de entretenimento para passar esse longo tempo a sós com nós mesmos.
Então eu conclui com essa pequena experiência que o ser humano em um modo de vida tão frenético, que quando a sua rotina é quebrada ele fica confuso e desnorteado. O que me veio avulsamente na cabeça agora foi a imagem da sociedade a alguns anos, no passado, quando ainda não existia a energia elétrica, e surgiram inevitáveis perguntas na minha cabeça, e uma delas foi: como será que eles se divertiam sem usar nada elétrico? Eu sei que essa é uma pergunta muito prepotente e até sem noção, mas eu queria saber, imaginando na minha cabeça podre e quebrada, e eu não cheguei a nenhuma conclusão. O tédio não é de todo ruim, porque se assim o fosse você não estaria lendo isso agora, pensei até terminar a tarefa de biologia, mas deu preguiça.
Pois é, a folha já está acabando e a minha pseudo criatividade também está indo junto, o que eu posso fazer agora se não ir desfrutar dos prazeres elétricos? E mais uma coisa, antes que eu vá [pare de escrever] que fique bem claro que eu não estou bêbado ou drogado, só para constar.

Rafael Souza Vasconcelos

Comentários

Lid disse…
Reijjj tava muito doido era menino?! HAUAHAHU So a lombraaaa... vai comer vai leigo

avulso =P
Júlio Daniel disse…
Ensaio sobre a loucura O___o


E eu vou me meter?

eu não!
Fernanda disse…
eu li o manuscrito, em primeira mão *-*~

enfim, realmente, falta de energia é fogo msm. as pessoas fazem cada coisa! rafael brinca de pega varetas sozinho por exemplo, e n consegue ganhar... tsc tsc tsc

mas, falando sério, o q aquela galera do passado fazia? ssem energi elétrica! ficamos loucos quando estamos sem! fiquei curiosa... :]

continue avulseando por aí
bjos
Júlio Daniel disse…
"mas, falando sério, o q aquela galera do passado fazia? ssem energi elétrica! ficamos loucos quando estamos sem! fiquei curiosa... :]"

Porque voce acha que elas tinham quantidades exorbitantes de filhos?
Rayssa disse…
Keep on wringhtin' avulsamente lol

"O lindo som do silêncio vai se espalhando como uma praga rápida, que sorrateiramente vai invadindo o sistema imunológico de cada ser vivente" --- ç.ç

Ficou tão legal isso y.y Espontaneo xD
O texto todo ficou muito natural e ...ficou bonito ghhhi

Sobre as coisas pa se fazer sem energia.. ah, po, geral. Tem um monte de brincadera feliz (que nao inclui a que resulta num numero exorbitante de filhos, só pra constar) que se pode fazer qndo falta luz. Mas realmente, atualmente a gente é completamente ligado na tomada (igual ao Jorge von Estranho). Eu vi o pessoal aqui de casa no modo stand by mesmo. É agozinate u_u.

Sim, rafael, quer jogar pega varetas? (6)
Jéssica disse…
tipo faltou energia de madrugada quase amanhecendo e vc digitou de madrugada quase amanhecendo ou errasse as horas por ali pelas paradas?

auiehasesuaiheiuas mt foda esse texto! \o/
;*
Rafa_sv disse…
quem digitou foi elton, no outro dia de madrugada.
Geessica_ disse…
Olá Rafael =)
mobrigado pela visita e comentário no Pia Mesmo!
ando meio sem inspiração pra escrever mas sempre que vejo um comentário ela se manifesta um pouco! iuahahuia

volte sempre
=*
pat_maionese disse…
eita é o novo meu blog eu nem sabia q eu tinha, uma vez apareceu la q eu podia fazer, e eu só postei no dia q eu fiz e nem sei mexer direito, eu nao sei arrumar nao, arruma la.
PH s disse…
so na base da loucura ne boy

Postagens mais visitadas deste blog

Labirinto do Fauno

"Sinceramente, tô nem ai pra esse monte de merda."

Narrativa escolar