Kami-sama pode ser cruel

Seu cabelo é grande,
Suas costas são largas,
Seu peito é infame,
Seus olhos cheios de nada.

Sua cabeça é vazia.
(ou seria cheia de ideias que não valem uma cocada)
Seus ouvidos cansados, com saudade de uma gargalhada.
Seu nariz é torto, por conta de uma bordoada que tomara.
e suas pernas já estão cansadas.

Certa vez um velho homem o encontrou e disse:
"-Filho, você não vale nada."
Meio atordoado ele parou, olhou para o além-mar e viu-se como um ser desordenado, um pouco atordoado, mas já meio seguro de que ele não tinha sido, assim, moldado. Tudo o que é resulta de um processo tosco que alguns insistem em chamar de viver.

-Cara, isso não tem o menor sentido.
-Pra mim, numa segunda-feira nada faz sentido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Labirinto do Fauno

Narrativa escolar

"Sinceramente, tô nem ai pra esse monte de merda."