O que você quer ser quando crescer?

   Dia desses ouvi uma conversa de um conhecido ao telefone. E no fim de cada frase, sempre completava com "...se deus quiser." Para falar a verdade nunca entendi bem o que isso quer dizer e antes que você pense (se já não o fez), não, eu não sou ateu e nem um fervoroso, sou só um cara que tem muito tempo ocioso para ficar pensando em coisas que muito provavelmente outras pessoas não se dariam ao trabalho de pensar. Muitas vezes, porque essas coisas são completamente triviais. Pois é, melhor voltar ao foco.
Então, como eu ia dizendo;


Quanto tempo o tempo tem?
Será que tem tanto tempo?
Para passar?
Para voltar?
Para ficar?
Pra que mesmo?


   Eduardo nunca quis ser perfeito, até porque esse conceito é bem abstrato, se me permite dizer, ele só queria ser ele mesmo, nem mais nem menos, apenas aquele rapaz bem visto pelos que ama. A opinião alheia não o interessa, as vezes desconsiderava até sua própria, mas as dos que ele tinha apreço, isso nunca.
   Sabe quando você passa boa parte de sua vida correndo atrás de uma coisa que nem mesmo ao certo você sabe o que é? Bem, é assim que Eduardo vive. Objetivos. Eles podem ser coisas simples, cotidianas, como uma tarde agradável de chuva e um bom livro ou um pouco mais complexas como um projeto de vida. Ninguém nunca sabe ao certo o que quer, essa é a única coisa que temos certeza na vida.
   Talvez eu devesse explicar ao certo de onde ele vem. Eduardo é um rapaz espirituoso, que só dá as caras quando bem entende. Sabe aquele tipo de pessoa que por tanto ter se dado mal na vida tem medo de se prender a outras e voltar a se decepcionar? Sabe? Bom, bem, ele é bem assim. Não consigo apontar ao certo onde ele vive, só sei o que ele me permite saber (sobre si); é um cara com espirito livre e ao mesmo tempo preso, confuso, eu sei, mas é bem por ai que permeia o caráter desse nosso amigo.
  É bem capaz de que ele precise de um tempo para organizar suas ideias por isso que sempre vai e volta quando acha conveniente. Viver com pessoas é difícil, viver sem elas pode ser confortável no começo, porem, depois de um tempo começa a ser meio triste.
  Dia desses ele veio aqui em casa, disse que andava um pouco cansado e desacreditado na humanidade. Pode isso? Tão jovem e tão incrédulo. Então, é como sempre dizem: '-o mundo não foi feito para os sonhadores'. A realidade é dura e pouco recompensadora, não que ele queira ganhar milhões (o que não cairia nada mal, diga-se de passagem), mas pelo que conheço do cara, ele só quer o que a maioria das pessoas quer, um pouco de tranquilidade.
  Eu sei que você deve tá se perguntando agora se o Edu é louco e com toda a propriedade te respondo, sim, ele é louco, mas é uma das melhores pessoas que conheço. Nunca abriu mão de fazer o máximo possível por quem quer que seja, muitas vezes como retribuição recebe o amargor de um limão azedo ou um obrigado, assim, bem seco mesmo.
  
To the moon
 Você já deve ter passado por algo parecido. Duvidas, cara, dúvidas... 
o que você quer ser quando crescer?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Labirinto do Fauno

"Sinceramente, tô nem ai pra esse monte de merda."

Narrativa escolar